Escola Maçônica

Coordenador:  Antônio José da Silva

Coordenador: Luiz Marcelo Vieqas da Silva


Membro: Alberico Dias Goulart 
Membro: Davidson Dionizio de Oliveira 
Membro: Fábio Andrade Carvalho 
Membro: Fabrício lracv Simões 
Membro: Gualter Alves Barreto 
Membro: Hudson Guilherme Scariolli Lemos 
Membro: Marco Antonio Ferreira 
Membro: Maurício Walter de Souza 
Membro: Natanair Gomes da Silva Filho
Membro: Ricardo Dinelli de Assís 
Membro: Rosailton Antônio Soares

A Escola Maçônica “Mestre Antônio Augusto Alves D’Almeida” foi criada no âmbito da Grande Loja Maçônica de Minas Gerais, no Grão Mestrado do Irmão Tomaz Luiz Naves, sob o Decreto Nº 1537, de 25 de agosto de 2003, com o objetivo de prover, promover e instituir a revitalização de instruções e aprendizagem aos moldes da padronização ritualísticas, em conformidade com os Manuais, Rituais e Procedimentos Ritualísticos, adotados pela Grande Loja Maçônica de Minas Gerais, atuando em Belo Horizonte e itinerantemente em todo o Estado de Minas Gerais.

    Considerando a necessidade de redimensionamento da estrutura e da metodologia dos ensinamentos maçônicos, do Rito Escocês Antigo e Aceito, bem como injeção de nova sinergia às funções e às ações coordenadas visando a padronização de condutas, continua a desenvolver o seu importante trabalho.

    As instruções são ministradas com utilização de data-show e com características de fórum de debates, visando uma integração maior entre os participantes.

    O nome da Escola Maçônica é uma justa homenagem ao “MESTRE ANTÔNIO” (Ferro Velho), Ex Venerável Mestre da ARLS Moral e Razão Nº 23, do Oriente de Belo Horizonte/MG, que no decorrer da sua vida maçônica não mediu esforços ao prestar seus relevantes serviços, ministrando as instruções dos Graus Simbólicos no Círculo de Estudos da Grande Loja Maçônica de Minas Gerais.

    O emblema da Escola Maçônica, que traz em sua constituição a bandeira de Minas Gerais, a logomarca da Grande Loja Maçônica de Minas Gerais, e outros símbolos como o Maço e o Cinzel, o Esquadro e o Compasso e, a Acácia em alusão à maçonaria simbólica.

    O primeiro presidente da Escola Maçônica foi o João Firpe Neto, Ex Venerável Mestre da ARLS Reconciliação e Justiça nº 146, do Oriente de Belo Horizonte/MG, tendo como Vice Presidente o Irmão José Airton de Carvalho, Ex Venerável Mestre da ARLS Inconfidência Nº 47, do Oriente de Belo Horizonte/MG, nomeados para o exercício 2003 a 2006.

    No exercício 2006 a 2009 ocupou a Presidência o Irmão José Airton de Carvalho, Ex Venerável Mestre da ARLS Inconfidência nº 047 do Oriente de Belo Horizonte/MG, e como Vice Presidente o Irmão Milton de Assis, Ex Venerável Mestre da ARLS Restauração Nº 160, do Oriente de Belo Horizonte/MG.

    De 2009 a 2012, foram nomeados para a administração da Escola Maçônica os Irmãos Joel Ribeiro dos Santos, Venerável Mestre da ARLS Grão-Mestre Arlindo dos Santos Nº 226, de Belo Horizonte/MG, Ocupando a Presidência e o Irmão Juarez Bretas Armond, Ex Venerável Mestre da Loja Restauração Nº 160, do Oriente de Belo Horizonte/MG, a Vice Presidência.

    De 2012 a 2013, foram nomeados os Irmãos Joel Ribeiro dos Santos, Venerável Mestre da ARLS Grão-Mestre Arlindo dos Santos Nº 226, de Belo Horizonte/MG, como Presidente e o Irmão José Airton de Carvalho, Mestre Instalado da ARLS Águia das Alterosas Nº 197, do Oriente de Belo Horizonte/MG, a Vice Presidência.

    Em decorrência do falecimento do Irmão Joel Ribeiro dos Santos, assumiu a Presidência o Irmão José Airton de Carvalho, Mestre Instalado da ARLS Águia das Alterosas Nº 197, do Oriente de Belo Horizonte/MG e, para ocupar a Vice Presidência foi nomeado o Irmão Antonio José da Silva, Ex Venerável Mestre da ARLS Águia das Alterosas Nº 197, do Oriente de Belo Horizonte/MG, para cumprirem o mandato até o ano de 2015.

    De (2015 a 2018) e de (2018 a 2021), a administração da Escola Maçônica está sob a responsabilidade dos Irmãos José Airton de Carvalho e Antonio José da Silva.

    A Escola Maçônica além da atuação em Belo Horizonte, conta com participação de abnegados Irmãos, nos Núcleos Regionais de Governador Valadares/MG, Ibirité/MG, Pirapora/MG, Uberaba/MG e Uberlândia/MG, com perspectivas de outras unidades nas cidades pólos.